Onde vou ficar? – Planejando Disney / Parte 2

Onde vou ficar? – Planejando Disney / Parte 2

Recebi algumas mensagens diretas perguntando quantas partes vai ter esse guia? A reposta é: nem eu sei. Convido a todos a ficarem atentos as postagens, cada uma com um assunto diferente.

Deixando isso claro, na parte 1 falamos melhor de como chegar em Orlando, agora temos que decidir onde ficar. E já digo que se não achar algo que lhe agrade, reveja seus conceitos! A cidade tem quase 500 hotéis e mais de 130.000 quartos espalhados, isso sem contar o mercado de aluguel por temporada. São opções para todos os gostos e bolsos, que vão de hotéis 5 estrelas com parque aquático e campo de golfe, a casas para mais de 20 pessoas, com quartos temáticos.

Vamos entender um pouco sobre a cidade para poder decidir melhor.

Mapa de Orlando – Fonte: https://www.visitorlando.com/plan/maps/

Em sentido anti-horário no mapa, começando da direita para esquerda temos:

1 – Aeroporto de Orlando

2 – Downtown Orlando

3 – International Drive + Universal + Sea World

4 – Disney Area

Apesar de existirem hotéis em todas essas 4 áreas, minha sugestão é focar apenas nas áreas 3 e 4, por uma questão principal de proximidade as principais atrações da cidade, falaremos em outro momento sobre deslocamento, mas já adianto uma coisa, Orlando também tem trânsito.

No que chamei de área 3, você vai encontrar a famosa International Drive, uma das avenidas mais famosas da cidade que possui diversas atrações, lojas, shoppings e restaurantes.

Já na área 4, ou a Area Disney, foi durante muito tempo a escolha principal para quem queria ficar em “hotéis Disney”, pois isso oferecia alguns benefícios interessantes (hoje em dica da vez menos). Mas a área também se desenvolveu bastante com ofertas de outros tipos de hotel e cresceu muito em volta a oferta de aluguéis por temporada, com casas de todos os tamanhos e hoje em dia até temáticas.

Qual a melhor? Tudo depende muito do seu planejamento de viagem e do que fazer, talvez sua ideia mude e isso é normal. Minha recomendação é: se viagem vai ser em torno de um conjunto de parques Disney ou Universal, fique o mais próximo possível. Caso seja bem misturado, talvez a região próxima ao Centro de Convenções seja um bom meio termo.

Mas calma, ainda tem uma escolha a fazer: você quer ficar “dentro da propriedade” ou “fora da propriedade”?


Entendendo “dentro da propriedade” ou “fora da propriedade”

Um pouco de história, em 1955 quando a Disney original abriu perto de Los Angeles, já se pensava em ter um hotel próximo para que os visitantes pudessem ter uma experiência mais agradável. Por ter gastado todo o dinheiro possível no parque, Walt Disney terceirizou a operação e assim nasceu o Disneyland Hotel. Anos depois a operação voltou para a empresa.

Quando a construção do Walt Disney World começou, uma coisa já era clara: nada de terceiros! Desde o princípio os parques foram pensados com os hotéis, mas dessa vez com um detalhe a mais: eles também seriam parte da história! Assim quando o parque inaugurou em 1971, 3 hotéis também começaram suas operações e estão até hoje em funcionamento: Contemporary, Polynesian Village e o Fort Wilderness Campground.

Esse conceito durante anos foi expandido e hoje, somente a Disney tem 25 hotéis próprios, cada um com decoração em torno de um tema ou história. Em breve mais um será adicionado: a (muito cara!) experiência imersiva do Star Wars: Galactic Starcruiser.

Foi toda essa história que criou o que ficou conhecido como hotéis “dentro da propriedade”, que tem como função ajudar na história, mas também oferecer estar o mais próximo possível do parque, transporte exclusivo, acesso aos parques em horários especiais e muito mais. Com o passar dos anos, e a pandemia, muitos benefícios foram sendo retirados, portanto sugiro sempre consultar com detalhes o que vai ser oferecido (está mudando frequentemente).

Já ficar “fora da propriedade” é exatamente o oposto isso, você está simplesmente escolhendo um hotel mais tradicional. Alguns também oferecem alguns benefícios como transporte ao parque, mas varia muito de hotel para hotel.

Mais recentemente a Universal também começou a construção da sua rede própria de hotéis (já são 7) e também oferecer benefícios extras como acesso diferenciado e o “fura fila” gratuito em alguns casos. Quem também oferece hotel próprio e o Legoland. Já o Sea World, não possui hotéis próprios, apenas parcerias com hotéis próximos.

No caso de aluguéis por temporada, todas são fora da propriedade e muitas localizadas em condomínios. Importante verificas as regras caso a caso, em algumas o acesso as áreas comuns como piscina são apenas para moradores fixos, em outras é permitido o acesso.


E quanto custa?

É importante entender que a maioria das acomodações da cidade oferecem o preço por noite, independente da quantidade de pessoas que irão ocupar o quarto e a opção mais comum é ter duas camas de casal, podendo acomodar até 4 pessoas. Portanto, se quer economizar é importante pensar em ter mais pessoas para dividir a conta! 😊

Os preços abaixo, em dólar são uma estimativa baseada em pesquisas para junho/2022 e podem variar dependendo da época, localização ou tipo de quarto. Use os valores como uma referência para o seu planejamento e podem ainda existir preços mais altos dentro de cada categoria.

– Padrão Econômico / “fora propriedade” – Diárias entre U$100 e $200

– Padrão Econômico / “dentro propriedade” – Diárias entre U$200 e $300

– Padrão Superior / “fora propriedade” – Diárias entre U$270 e $400

– Padrão Superior / “dentro propriedade” – Diárias entre U$400 e $600

– Aluguel de Temporada – Diárias entre $150 e $250, de 6 a 8 pessoas

– O novo Star Wars Galactic Cruise – pacote para duas pessoas, 2 noites, U$5.000!!!

Preste atenção a taxa extras que podem ser cobradas nos hotéis e que podem não aparecer no valor das reservas: taxa de Resort, estacionamento (todos hotéis Disney cobram, por exemplo) e impostos locais. No caso de aluguéis por temporada pode haver ainda taxas de limpeza, taxas extras para uso de piscina ou churrasqueira, entre outras.

E quanto custa com milhas? Pretendo falar disso separadamente, mas recomendo no meio tempo se ainda não viu ver o meu guia “quase definitivo” para economizar em hotéis, já vai dar uma boa ideia de como começar.

Deixe seu comentário ou pergunta. Próximo post será sobre como se locomover e os meios de transporte em Orlando! Até breve!